Rio - O Flamengo já admite pagar a multa de De La Cruz à vista para contar com o atleta no início de 2024, na pré-temporada. O valor gira em torno de 16 milhões de dólares (cerca de R$ 78 milhões). Os dirigentes rubro-negros entendem que, para ter o jogador, o pagamento à vista é a condição a ser cumprida. As informações são do 'ge'.
As partes ainda conversam sobre alguns valores - luvas e bonificações - para, quem sabe, fechar a contratação. O River Plate detém 50% dos direitos econômicos do meia, e o Liverpool, de Montevidéu, 50%. Na última janela, o uruguaio não fechou com o Rubro-Negro por causa da multa e da disputa da Libertadores da América.

Em meio à negociação com o Flamengo, ele já conversa com conhecidos que moram no Rio de Janeiro para mapear a possível mudança com a família.
Em reunião com grupo político recentemente, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, revelou detalhes da última negociação fracassada com De La Cruz e as possibilidades para o futuro. Confira a declaração completa de Landim, em áudio divulgado pelo 'ge':
"Nesse ano, na janela de meio de ano, a gente de fato tentou contratar o De La Cruz. O jogador normalmente tem um contrato assinado com o clube, e normalmente é estabelecida uma multa em contrato. Essa multa existe porque o jogador pode querer sair do clube se receber uma boa proposta. Se quiser contratar o jogador, você precisa negociar um contrato de interesse com ele. A segunda coisa é tentar tirar o jogador do clube. E o clube pode dizer o seguinte: "Eu não tenho o menor interesse em esse jogador ir embora. Ou me paga a multa ou não vai levar o jogador".
No caso do De La Cruz, a gente estava disposto a pagar a multa, tentando regatear um pouco e baixar um pouco o preço, mas estava numa negociação com o River. Não teve conversa, o River disse: "A gente tem total interesse no jogador e a gente entende que deveria ter negociado uma multa mais alta". A gente precisava, além disso, ter o jogador querendo vir. Quando estava fechando a janela, o River estava disputando vaga com o Internacional na Libertadores, e ele queria muito continuar para poder ganhar a Libertadores. Eles achavam que tinham a chance de ganhar. Você não conseguiu atrair o interesse do jogador naquele momento porque ele estava muito motivado a continuar lá por causa da Libertadores.

Mais recentemente você ouviu falar do De La Cruz de novo. Pois bem: a Libertadores acabou, e ele está fora da Libertadores. Quem sabe?"