Rio - Filipe Luís admitiu que teve dificuldades ao iniciar a carreira como técnico na base do Flamengo . Em entrevista à FlaTV nesta terça-feira, 25, o treinador apontou problemas que teve quando assumiu a equipe sub-17, mas disse que tudo serviu de aprendizado. O ídolo do Rubro-Negro também destacou como Ivan, auxiliar espanhol que integra sua comissão , tem sido importante no trabalho.
"Por sorte, o clube permitiu que eu trouxesse um auxiliar, que foi o Ivan. Eu tenho uma forma de pensar o jogo, um modelo de jogo na minha cabeça, e fui buscar um auxiliar que especificamente pudesse me ajudar com a ideia que eu tenho de jogo. A metodologia que ele passa é a que eu acredito. Então, no começo, eu falei: 'Quero fazer porque preciso aprender'. Mas não vou mentir para vocês que eu tive dificuldade no começo. Muitas coisas passavam por alto, esquecia ou não via. Tudo é um aprendizado. Não estava preparado para começar no profissional. Graças a Deus comecei na base", disse Filipe Luís.
"No começo, aconteceu isso, mas tinha do meu lado o Ivan, que sempre me corrigia ou até mesmo assumia parte da orientação do treino. Eu falava: 'Ivan, eu quero que o time faça isso, isso e isso. Então, por favor, dê você o treino, porque eu preciso que o time faça o que eu quero'. Ele sempre assumiu muito bem. A gente faz esse intercâmbio de uma forma perfeita para que os jogadores entendam o que precisam fazer. Na minha opinião, o jogador tem que saber o que tem fazer no campo em todos os aspectos e fases do jogo. Acho que essa sinergia entre eu e ele funciona muito bem", completou.

Sob o comando de Filipe Luís, o Flamengo foi campeão da Copa Rio Sub-17 . O Fla venceu o jogo de ida, na Gávea, por 2 a 1. Na volta, em São Januário, perdeu por 1 a 0 no tempo regulamentar. Nos pênaltis, o Rubro-Negro levou a melhor (6 a 5) e conquistou o título. O goleiro Léo Nannetti, que também participou da entrevista, valorizou o trabalho.
"Foi uma experiência incrível trabalhar com o Filipe Luis. No início, a gente ainda tinha muito aquela figura 'Filipe Luis, o jogador', mas, com o tempo, fomos criando relações de amizade. Ele e o Ivan sempre deixavam claro os objetivos e deixavam o ambiente leve. Acho que isso foi o mais importante", contou Léo Nannetti.

Mais um passo na carreira

Agora, Filipe Luis vive um novo desafio no clube. Com a saída de Mario Jorge, ele foi promovido e tornou-se o técnico do time sub-20 do Fla .
Na categoria, ele terá a chance de disputar o Mundial Sub-20, contra o Olympiacos-GRE, no dia 24 de agosto, no Maracanã. O time de juniores do Rubro-Negro conquistou recentemente o Rubro-Negro conquistou um Brasileiro e uma Libertadores da categoria.