Festa na Arena tem "dia de princesa" e carinho de Jorge: "Manaus é demais"

Mosaico Torcedora Flamengo e Paulo Vitor (Foto: GloboEsporte.com) Torcedora ficou encantada com PV (Foto: GloboEsporte.com)

Teve selfie, "dia de princesa" e até policial militar pedindo foto. Do goleiro Paulo Victor aos seguranças do time, não houve um membro da delegação do Flamengo que ficou livre da tietagem da torcida amazonense. Depois de muitos pedidos e negociação, a diretoria do liberou a torcida para acompanhar o treino do elenco na Arena da Amazônia, na tarde do sábado. E, de treino, a tarde passou para festa rubro-negra.

O mais assediado foi Paulo Victor. Cada defesa em que a bola saía pela lateral do campo era gritaria da torcida feminina, que esperava uma aproximação do goleiro. Uma das mais fervorosas, inclusive, foi requisitada pelo próprio jogador.

- Ajuda aquela moça loira, que está gritando desde cedo, a descer aqui comigo. Vou entregar a luva - pediu o goleiro a um segurança.

A moça, Sarah Rafaela, de 17 anos, desde o inicio da tarde carregava uma faixa se declarando para os atletas. Gritou, esperneou - fora e dentro da Arena - e conseguiu, enfim, a atenção do goleiro. Foi escoltada pela segurança do clube, desceu, ganhou luva, posou para fotos e chorou. Chorou até o fim do treino.

- Estou feliz, me tremendo toda. O carinho que ele tem com a gente é incrível. Vou guardar este momento pelo resto da minha vida - comentou a jovem.

O lateral Jorge foi outro que deu bastante atenção à torcida. Distribuiu autógrafos e se emocionou ao comentar o carinho dos amazonenses. No fim, até a PM tietou Jorge.

- Foi a primeira vez que vi tanto carinho. Desde a chegada no aeroporto, que foi uma festa linda, até essa torcida fazendo festa aqui. Manaus é demais. Espero que a gente possa retribuir todo esse carinho em campo amanhã (domingo) - comentou.

Até policiais militares buscaram contato com Jorge (Foto: Isabella Pina/GloboEsporte.com) Até policiais militares buscaram contato com Jorge (Foto: Isabella Pina/GloboEsporte.com)



Thiago brincou, tomou celular de torcedores e tirou selfie. Wallace não se aproximou muito, mas jogou uma bola pra galera e agradeceu a presença.

E o amor não ficou só endereçado. Sobrou carinho até para a comissão técnica. Presidente, diretores e seguranças: não teve um que escapou dos amazonenses. Numa dessas, um senhor pediu: "Vamos levar essa (semifinal) presidente, por favor". Bandeira de Mello foi taxativo: "Não se preocupe".

O Flamengo enfrenta o Vasco neste domingo, na Arena da Amazônia, pela semifinal do Campeonato Carioca. O jogo acontece às 16 (horário de Brasília).

Presidente Bandeira de Mello também foi muito assediado (Foto: Isabella Pina/GloboEsporte.com) Presidente Bandeira de Mello também foi muito assediado (Foto: Isabella Pina/GloboEsporte.com)
Fonte: Globo Esporte
)