"Feliz e motivado", Barbieri tem prova de fogo por sequência no Flamengo

Maurício Barbieri comandou o Flamengo pela primeira vez em uma partida oficial no último sábado (14). O empate por 2 a 2 com o Vitória ficou marcado pelos grosseiros erros do trio de arbitragem -afastado pela CBF - e prejudicou qualquer análise mais profunda em relação ao trabalho do técnico interino. De qualquer forma, o profissional tem uma prova de fogo pela frente para seguir na direção do Rubro-negro.

Ao perder Everton Ribeiro - expulso de forma equivocada logo no início -, Barbieri precisou remontar um Flamengo por mais de 80 minutos. A inferioridade numérica fez diferença na partida. Independentemente das dificuldades na estreia, o técnico conta com o respaldo do presidente Eduardo Bandeira de Mello, do CEO Fred Luz e do diretor Carlos Noval para continuar no cargo mesmo diante da pressão política pela contratação de um comandante experiente.

Staff Images / Flamengo
Maurício Barbieri comandou o Flamengo no empate por 2 a 2 com o Vitória, em Salvador
"Essa questão está com a direção. Sigo feliz e motivado de estar no maior clube do Brasil. Penso em contribuir no dia a dia. Estou satisfeito com a evolução da equipe", afirmou.

Algumas opções do treinador foram questionadas por torcedores e críticos durante a partida inaugural do Campeonato Brasileiro. A principal delas foi a substituição de Lucas Paquetá, que era o melhor jogador do Flamengo, por Geuvânio. Henrique Dourado também deu lugar a Willian Arão, enquanto Vinicius Júnior saiu para a entrada de Pará.

As justificativas foram dadas pelo jovem técnico em entrevista coletiva. "O lance inicial definiu muito do que foi o jogo depois. O Paquetá estava um pouco desgastado. Entendi que o Geuvânio, pelo lado esquerdo, ajudaria mais e abriria espaços para o Vinicius na velocidade. Mas o que pesou mesmo foi a questão do desgaste", disse.

Em alguns momentos da partida, o Flamengo mostrou evolução, como na chegada dos homens de meio de campo na área adversária. Por outro lado, conhecidos problemas se repetiram. Os espaços dados pelos laterais estiverem presentes. A defesa ficou parada no gol de Denilson.

Maurício Barbieri tem uma sequência fundamental pela frente. Se passar bem pela prova de fogo, principalmente nos compromissos da Copa Libertadores, o técnico seguirá no comando da equipe com mais tranquilidade. As duas partidas contra o Santa Fe-COL e os duelos diante de América-MG (casa) e Ceará (fora) terão influência direta no futuro do Flamengo na temporada.

Fonte: Uol

Comentários

Jogos

Próximo jogo 2 dias, 13 horas a partir de agora
Brasileirão Série A
FlamengoFlamengo
X
Atlético MGAtlético MG
Dom 23/09 / Maracanã / 16h00
Brasileirão Série A
VascoVasco
- x -
FlamengoFlamengo
Últimas
+ Lidas da semana