Rio - Em boa fase na Europa, o lateral-direito Rodinei sonha com voos mais altos para o próximo ano. O jogador, de 31 anos, defende o Olympiacos, da Grécia, e foi eleito o melhor da posição no ano no país. Em entrevista ao "ge", o ex-lateral do Flamengo revelou o objetivo de jogar a Liga dos Campeões e vestir a camisa da seleção brasileira em 2024.
"Sou um menino sonhador. É difícil ficar debatendo sobre a opinião de quem fala que os laterais não são mais como antigamente. No passado tínhamos Leandro, Cafu, Maicon... Não sou igual a eles, mas tenho certeza que os laterais que nós temos (hoje) são muito bons. A Seleção passa por um processo de reformulação e reconstrução, e isso demanda tempo", disse.
Em 2023, somando as convocações dos técnicos Ramon Menezes e Fernando Diniz, a seleção brasileira teve cinco laterais direito convocados: Emerson Royal, Arthur, Yan Couto, Danilo e Vanderson. Porém, ninguém convenceu nos testes e a disputa segue em aberta para o próximo ano.
Com passagens por Flamengo, Internacional e Ponte Preta, Rodinei foi contratado pelo Olympiacos, da Grécia, em janeiro deste ano. Na atual temporada, o lateral-direito soma 22 jogos, dois gols e quatro assistências. O Olympiacos é o terceiro colocado do Campeonato Grego e está três pontos atrás do líder PAOK.