Ex-jogadores destacam caráter de Gaúcho após morte do ídolo do Fla


Ex-jogadores do Flamengo lamentaram a morte do ex-centrovante Gaúcho, ídolo rubro-negro do início dos anos 90 . Luís Carlos Tóffoli tinha 52 anos e não resistiu a um câncer de próstata, falecendo na última quinta-feira. O ex-lateral Júnior, que foi campeão brasileiro de 1992 ao lado do ex-companheiro, destacou que Gaúcho deixará saudades pelo caráter. Segundo o Maestro, não há pessoa ligada ao futebol que tenha convivido com ele incapaz de elogiá-lo.

- Você não encontra com os boleiros uma pessoa que tenha convivido com o Gaúcho que não tenha nada para falar. Pelo contrário, acho que há muito mais coisas para falar para enaltecer pela figura, pelo caráter, pelo cara que era – disse.

O ex-meia Marquinhos recordou o poder da cabeçada de Gaúcho, que tinha como característica fazer gols de cabeça, do alto do seu 1,82 de altura . Ele e o ex-camisa 9 faziam parte da turma de jogadores do Fla que faziam dancinhas após balançar a rede.

Gaúcho Flamengo (Foto: Reprodução) Gaúcho foi ídolo do Flamengo no começo dos anos 90 (Foto: Reprodução)

- Nunca vi um jogador cabecear como ele. Fazia gol de cabeça de fora da área. Coisa incrível a potência na cabeça que ele tinha. Me deu muitas alegrias. Tenho que agradecer. Já me deu muitos “bichos” – recordou.

Bastante emocionado, Nélio também foi revelado pelo Rubro-Negro como Gaúcho, mas era sete anos mais novo. O ex-jogador do Flamengo revelou a tristeza pelo adeus do colega.

- A gente fica bastante chateado, bastante triste, mas acredita em um bem maior, que ele possa estar em um lugar melhor, ou maior, e continue fazendo alegria – declarou.

Uidemar foi um dos grandes amigos de Gaúcho no Flamengo. O ex-volante conquistou a Copa do Brasil de 1990 e o Brasileiro de 1992 ao lado do camisa 9.

- A gente se falava muito depois que descobriu o câncer dele, passamos a conviver mais ainda. Os amigos, essa galera do Flamengo, com certeza. Muito triste com a perda do Gaúcho – disse.

Como profissional do Flamengo, Gaúcho fez 98 gols em 200 jogos. Ao todo, o centroavante vestiu a camisa de doze clubes, entre eles Palmeiras, Fluminense e Atlético-MG.




Fonte: Globo Esporte
)