Rio - Especulado para defender o Flamengo em uma troca com Gabigol , Dudu já viveu um atrito com o técnico Tite no passado. O gaúcho foi o responsável por dar ao atacante do Palmeiras as poucas chances que teve de defender a seleção brasileira, mas a falta de oportunidades magoou o ídolo alviverde.
A primeira vez que Dudu foi chamado por Tite foi em 2017, quando o Brasil fez um amistoso com a Colômbia para conseguir recursos para as famílias das vítimas do voo da Chapecoense. Naquela oportunidade, apenas jogadores do Brasil foram convocados e a Seleção venceu por 1 a 0, com gol marcado justamente por Dudu.
O ídolo palmeirense voltou a ser convocado por Tite dois meses depois, quando Douglas Costa se machucou e foi cortado das partidas contra Uruguai e Paraguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Porém, não saiu do banco de reservas e nem foi chamado pelo técnico novamente , mesmo se destacando no Palmeiras.

A mágoa de Dudu

Em 2020, Dudu expôs sua insatisfação com a falta de oportunidades com Tite na seleção brasileira.
"Isso é o treinador que tinha que explicar (ausência na Seleção). De 2015 para cá, venho sendo um dos destaques do Brasil, aí sempre chega um jogador que se destaca por dois ou três meses e ganha chance na Seleção, enquanto a gente aqui do Palmeiras não tem. Sei que ele (Tite) tem os jogadores dele, e a prioridade às vezes é chamar os jogadores da Europa. Mas quando convoca alguns do Brasil ele não me convoca", disse Dudu ao antigo canal Esporte Interativo.
"A gente fica triste, mas não tenho esse pensamento de "não ir para a seleção é um desastre". Às vezes falam que é porque eu não faço muitos gols, mas no ano passado fui artilheiro do time e terminei como o jogador que mais deu assistências no Brasil. De 2015 para cá, estou sempre nas seleções dos campeonatos", completou.

Explicação de Tite

Em 2022, Tite foi questionado sobre o motivo de não ter levado Dudu para a Copa de 2018 e admitiu que pode ter sido injusto com o atacante.
"A gente tem que se localizar no tempo para fazer a observação. Talvez você esteja certo nas suas observações. Em 2018, eu coloquei que era um processo rápido e talvez não tenha nos dado o devido tempo para que nós déssemos chances e oportunidades. O Dudu veio em duas convocações. E aí é uma questão de escolha. Estou me remetendo no tempo atrás para poder te responder. É um processo que a gente tinha que montar a equipe, estruturar, e talvez não tenha dado as devidas oportunidades que devesse. Talvez, sim, assim como com outros, por esse tempo mais curto", afirmou à Band.

Dudu vem para o Flamengo?

Flamengo e Palmeiras negociam uma possível troca entre Dudu e Gabigol. Ídolos de Palmeiras e Flamengo, respectivamente, os dois não vivem bons momentos e devem buscar novos ares. O maior entrave para o negócio, neste momento, é o desejo do atacante alviverde, que não está convencido em se transferir para a Gávea.