Logo Netfla

Encontro de Witzel com organizadas do Flamengo teve acusado de envolvimento na morte de torcedor do Botafogo

O encontro do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, com membros de torcidas organizadas do Flamengo na última quarta-feira teve a presença de um integrante da Jovem acusado de envolvimento na morte do torcedor do Botafogo, Diego Silva dos Santos, em 2017, nos arredores do estádio Nilton Santos.

Rafael Maggio Afonso, de 38 anos, vulgo Rato, era vice-presidente da Torcida Jovem do Flamengo na época do crime. Hoje, ele é presidente da organizada, que emitiu uma nota sobre a situação de Rafael, informando que o nome dele estava apenas nos relatórios de investigação, mas que ele não se envolveu no crime nem estava no local dos fatos.

Witzel com membros das torcidas organizadas do Flamengo
Witzel com membros das torcidas organizadas do Flamengo Foto: Divulgação

"O Grêmio Recreativo Cultural Torcida Jovem do Flamengo informa que seu presidente, Rafael Maggio, não possui nenhum envolvimento com o lamentável episódio que culminou no óbito do torcedor do Botafogo, sendo certo que seu nome apenas consta dos relatórios da investigação das autoridades policiais por ser presidente da aludida torcida e, em tese, ter responsabilidade e dever de controle dos seus integrantes. Por fim, imperioso esclarecer que o atual presidente não teve qualquer ação mecânica relacionada ao evento morte, tampouco foi o autor intelectual do fato, razão pela qual será absolvido".

Rafael foi procurado e preso pela polícia
Rafael foi procurado e preso pela polícia Foto: Reprodução

Rafael Maggio responde apenas por organização criminosa no processo que também acusa outros torcedores de homicídio. A defesa anterior do torcedor o havia orientado a não se entregar para a polícia. Tanto que o nome de Rafael constou como procurado depois da morte do torcedor do Botafogo. Foi oferecida recompensa de R$ 1 mil na ocasião. Este ano, Rato foi preso em operação do Batalhão do Méier, mas em seguida liberado para responder ao processo em liberdade. Ele está proibido de chegar a 5 km de estádios em todo território nacional.

Por meio de nota oficial, Witzel afirmou que "desconhecia o envolvimento do integrante da Torcida Jovem do Flamengo no caso mencionado" e que "pretende conversar com integrantes de torcidas de todos os clubes" com o objetivo de "trazer paz aos estádios".

Fonte: Extra

Comentários

Jogos

Próximo jogo 4 dias, 8 horas a partir de agora
Brasileirão - Série A
CruzeiroCruzeiro
X
FlamengoFlamengo
Sab 21/09 / Mineirão / 17h00
Brasileirão - Série A
FlamengoFlamengo
1 x 0
SantosSantos
Últimas
+ Lidas da semana