Em jogo movimentado, Atlético-GO e Flamengo empatam na estreia do Campeonato Brasileiro

Atlético-GO e Flamengo fizeram uma partida movimentada neste sábado, com chances para as duas equipes saírem com a vitória no Antônio Accioly, mas  ficaram no empate em 1 a 1 nesta primeira rodada do Campeonato Brasileiro . O Dragão saiu na frente com Wellington Rato, enquanto o Rubro-Negro empatou com gol de Bruno Henrique. Nos minutos finais da partida, os times dos treinadores Humberto Louzer e Paulo Sousa acertaram bolas nas traves.

Com um ponto na tabela do Brasileirão, Atlético-GO e Flamengo focam, agora, nas competições internacionais. O Rubro-Negro recebe o Talleres (ARG) no Maracanã, pela fase de grupos da Libertadores, enquanto o Dragão visita o Defensa y Justicia (ARG) , em Buenos Aires, pelo Gurpo F da Sul-Americana.

PROBLEMAS DE CARA PARA O FLAMENGO

Se o Flamengo embarcou para Goiânia com seis desfalques, o técnico Paulo Sousa perdeu mais dois titulares minutos antes da partida. Com dores, Filipe Luís foi preservado e sequer foi para o banco. Gustavo Henrique, anunciado entre os titulares, sentiu no aquecimento, e o técnico precisou acionar Thiago Maia, improvisando Arão como zagueiro ao lado de David Luiz e Léo Pereira.

E, logo aos dois minutos, o setor teve problemas. Arão foi mal ao afastar um passe, David Luiz hesitou e, na dividida com Jorginho, a bola se ofereceu a Wellington Rato, que completou para a rede. O Dragão sairia na frente não fosse a revisão do VAR, que viu o impedimento de Shaylon na origem do lance, e o gol foi anulado. O susto, contudo, fez o time de Paulo Sousa entrar no jogo.

CHANCES PARA OS DOIS, E NADA DE GOLS

Após o gol anulado, o Flamengo passou a impor seu estilo e teve a bola. As chances só começaram a aparecer a partir dos 20 minutos, especialmente quando Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol conseguiram aproximar-se. Foram três lances e finalizações em sequência do trio, mas o Dragão resistiu. Os demais atletas rubro-negros não contribuíram no ataque.

O time de Humberto Louzer foi muito mais objetivo, chegando próximo à área de Hugo Souza com muito menos passes. E o Atlético-GO só não aproveitou os espaços da defesa do Fla e abriu o placar antes do intervalo por conta do goleiro, que fez boas defesas em finalizações de Jorginho e Marlon Freitas.

DRAGÃO APROVEITA ESPAÇOS E SAI NA FRENTE!

As finalizações de Shaylon, do Atlético-GO, e de Matheuzinho e Arrascaeta, do Flamengo, antes dos sete minutos, deram a impressão que a segunda etapa seguiria aberta, mas o jogo caiu de intensidade em seguida. A posse de bola permaneceu com o Flamengo, mas com a dificuldade de criação já conhecida nesta temporada. Com exceção de uma bola levantada na área por Andreas Pereira, em falta, apenas aos 29 uma chance voltou a ser criada. E o Dragão aproveitou.

Em lançamento errado de Andreas Pereira, o time de Humberto Louzer abusou dos espaços dados pelo Flamengo. Jorginho, livre na intermediária, encontrou Dudu nas costas de Léo Pereira. O camisa 2 fez passe preciso para Wellington Rato - também sem ser pressionado - abrir o placar no Estádio Antônio Accioly.

BOLA NA TRAVE NÃO ALTERA O PLACAR!

O gol confirmado teve o mesmo efeito no Flamengo do que o anulado na primeira etapa. Não apenas pelas substituições (Lázaro, Pedro e Everton Ribeiro entraram), mas pela disposição demonstrada pela equipe. E o gol de empate veio em jogada que a fragilidade do rival já era conhecida: a bola áerea. Pelo lado esquerdo, Arrascaeta cobrou escanteio e Bruno Henrique, subindo muito, cabeceou com força: a bola tocou no travessão antes de entrar: 1 a 1!

A pressão aumentou e Pedro, duas vezes, teve a chance de colocar o Flamengo na frente. A primeira finalização explodiu no travessão antes do desvio de Luan Polli. Na segunda, o centroavante chutou à direita da meta do Atlético-GO.

Quem teve a última bola para vencer o jogo no Antônio Accioly, contudo, foi o Dragão. Léo Pereira arrancou, venceu no corpo dos zagueiros do Flamengo e tocou por cima de Hugo Souza. A bola, por um capricho, parou na trave esquerda, garantindo o empate em 1 a 1 na estreia do Atlético-GO e Flamengo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 1 X 1 FLAMENGO


Data e horário: 09/04/2022, às 19h (de Brasília)
Local: Estádio Antônio Accioly - Goiania (GO)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (FIFA-SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Rodrigo D Alonso Ferreira (SC)

Renda/Público: R$ 974.295,00 / 9.904 pagantes / 10.496 presentes

Gols: Wellington Rato (1-0, 29'/2ºT) e Bruno Henrique (1-1, 39'/2ºT)

Cartão amarelo: Léo Pereira, Marlon Freitas, Jorginho (ATG); Marinho e David Luiz (FLA)
Cartão vermelho: Não houve.

ATLÉTICO-GO (Técnico: Humberto Louzer)

Luan Polli; Dudu, Wanderson, Edson e Jefferson; Marlon Freitas, G. Baralhas e Jorginho (Rickson, 40'/2ºT); Shaylon (Hayner, 47'/2ºT), Wellington Rato (Churín, 35'/2ºT) e Léo Pereira.

FLAMENGO (Técnico: Paulo Sousa)

Hugo Souza; Willian Arão, David Luiz e Léo Pereira; Matheuzinho (Lázaro, 35'/2ºT), João Gomes, Andreas Pereira (Pedro, 35'/2ºT), Thiago Maia (Everton Ribeiro, 20'/2ºT) )e Bruno Henrique; Arrascaeta (Diego, 47'/2ºT) e Gabigol.

Fonte: Lancenet
)