Com o Maracanã e o Estádio Nilton Santos fechados por conta da preparação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que começam em agosto, São Januário foi definido pelo Vasco como o estádio para o clássico do próximo domingo, diante do Flamengo, às 17h (de Brasília), pela quarta rodada do Campeonato Carioca.

Apesar dos laudos de todos os órgãos de segurança e da confirmação pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), o Ministério Público vinha tentando, sem sucesso, mudar o local do confronto. Existe um temor em relação à segurança dos torcedores, por conta da rivalidade.

Cientes da importância de jogar em casa um clássico, os vascaínos decidiram sair em defesa do seu estádio. O goleiro uruguaio Martin Silva, um dos mais experientes do elenco, comentou a situação.

"Não vejo problemas para não ter o jogo em São Januário, pois já jogamos grandes partidas aqui dentro e nunca existiu nenhum incidente. Portanto, indicaria o estádio sem maiores dúvidas", explicou Martin Silva.

O técnico Jorginho lembrou que o estádio foi palco do mais importante jogo do Campeonato Brasileiro do ano passado, quando o Corinthians arrancou empate por 1 a 1 com o Vasco e conquistou o título nacional. Naquela ocasião os atletas e membros da comissão técnica corintiana comemoraram muito a conquista dentro do gramado e o resultado deixou o Cruz-Maltino em situação delicada na luta contra a degola. Mesmo assim nenhum incidente aconteceu.

"Sei que a rivalidade entre Flamengo e Vasco é muito maior, porém, recebemos no ano passado o jogo contra o Corinthians, que deu o título brasileiro para o adversário, e não foi registrado um único problema. Portanto, tenho convicção de que o estádio é seguro e que pode receber a partida. Mas logicamente que sempre olhamos para a segurança e por isso mesmo é importante que o torcedor, em qualquer estádio, vejo o outro como um rival e não como um inimigo. A segurança das pessoas está acima de qualquer coisa, inclusive acima dos própriios clubes. Mas tenho certeza de que tudo vai sair bem", disse ele.

Em termos de escalação o Vasco terá que mexer na equipe. O zagueiro Luan, expulso na vitória de 2 a 0 sobre o Volta Redonda, cumpre suspensão e cede seu posto a Rafael Vaz. Sentindo dores na coxa direita, o atacante Eder Luis está praticamente vetado e deverá ceder lugar a Thalles.

Assim, o esboço de time para domingo teria: Martín Silva, Madson, Rafael Vaz, Rodrigo e Julio Cesar; Julio dos Santos, Andrezinho, Jorge Henrique e Nenê; Eder Luis (Thalles) e Duvier Riascos. Neste sábado o elenco treina na parte da manhã e depois os jogadores seguem diretamente para a concentração.

O Vasco lidera o Grupo A do Campeonato Carioca com nove pontos e cem por cento de aproveitamento. Um triunfo no clássico praticamente sacramenta a classificação para a segunda fase.