Dudu Nobre pede desculpas em nome da torcida do Fla por entrada polêmica


Além da derrota para o Vasco na semifinal do Campeonato Carioca, na Arena da Amazônia, o Flamengo se viu diante de outro problema: a entrada dos jogadores em campo . De posse de uma bandeira e correndo pelo meio do gramado, o zagueiro Wallace puxava a fila dos jogadores, que terminou com a bandeira cravada no campo. No túnel, o time do Vasco esperava pelo rival, assim como torcedores rubro-negros mirins. No Bem, Amigos!, o cantor e rubro-negro Dudu Nobre pediu desculpas pela ação, e se disse envergonhado (assista ao vídeo) .

- Não tinha visto o jogo e estava vendo (as imagens da entrada em campo do Flamengo), e fiquei envergonhado com esse negócio da bandeira. Acho que o Flamengo está vivendo um momento administrativo muito bacana, a gente está conseguindo manter os salários em dia, manter as obrigações em dia, mas o momento esportivo, principalmente no futebol, realmente... Acho que isso aí veio a envergonhar muito a gente - afirmou o cantor.

Wallace bandeira Flamengo Vasco (Foto: Edmar Barros / Agência Estado) Wallace fincou bandeira no meio do gramado na Arena da Amazônia (Foto: Edmar Barros / Agência Estado)

Dudu Nobre, em seguida, pediu desculpas “em nome” da torcida do Flamengo pelo gesto dos jogadores. Ele ainda lembrou os momentos marcantes ao desfilar por escolas de samba para crianças no Rio de Janeiro.

- O Vasco, pelo que vi o pessoal comentando no grupo de conversas no WhatsApp, foi muito superior. Mas, sinceramente, fiquei entristecido com isso aí, muito envergonhado. Em nome da torcida do Flamengo, queria pedir desculpas àquelas crianças de Manaus, com certeza esse momento é muito especial. Quando a gente desfila na Marquês de Sapucaí nas escolas mirins, isso marca a gente para a vida inteira. Você vê a carinha das crianças assustadas e o pessoal passando como se nada estivesse acontecendo. Sinceramente, eu, como rubro-negro, fiquei muito envergonhado vendo isso.

Flamengo, entrada em campo na Arena Amazônia (Foto: Reprodução SporTV) Crianças rubro-negras não entraram com os jogadores em campo (Foto: Reprodução SporTV)

O ritual de entrada de times no futebol americano serviu de inspiração para o grupo do Flamengo . Alguns jogadores do Flamengo são fãs da NFL e muitas vezes nas concentrações se mobilizam para assistir às partidas.

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, também comentou a entrada em campo fora do protocolo dos atletas rubro-negros, e afirmou ter sabido do gesto antes e aprovado .

- Sabia e gostei muito do que fizeram. As crianças não foram em momento algum prejudicadas. Elas entraram em campo com os jogadores, posaram, cantaram o hino, ficaram felizes da vida. Se perguntar quem estava lá, elas foram as que mais curtiram aquela irreverência, digamos assim. Aquilo ali foi homenagem à torcida de Manaus, ao carinho, que já tinha se dado em outras ações, no treino, na véspera. Jogadores deram entrevista coletiva só para crianças no hotel. E aquela entrada foi homenagem para a torcida. Foi perfeita. Pode acontecer de novo sem nenhum problema. Inclusive sou a favor que se repita. Mas tem que ser surpresa.

LEIA MAIS : Roger Flores considera "ridícula" entrada de campo do Flamengo

Fonte: Globo Esporte
)