Rio - A negociação pela contratação de Léo Ortiz, do Red Bull Bragantino, foi um dos temas da entrevista coletiva do vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, e do diretor executivo da pasta, Bruno Spindel, nesta segunda-feira, 19. Isso porque, no último fim de semana, o zagueiro não escondeu que tem o interesse de jogar pelo Rubro-Negro . Nesse sentido, Marcos Braz ressaltou o desejo do atleta, o agradeceu pela escolha e pregou tranquilidade para o decorrer das tratativas.
"A vontade do jogador foi explícita até por ele. Ele já externou isso, inclusive, para os dirigentes do Bragantino. A gente agradece a escolha dele, o entendimento de que para a carreira a vinda para o Flamengo seria importantíssima. Mas a gente também respeita e muito a posição do Bragantino. O Bragantino tem uma pedida sobre o atleta, que a gente respeita. Temos o nosso limite financeiro. Temos nosso entendimento de mercado até quando ou quanto que a gente pode estar. Isso faz parte. A gente tem até o dia 7 de março para definir isso. É o prazo legal em que você pode inscrever o jogador", disse Marcos Braz.
"Fora disso, não tenho muito a acrescentar, porque as coisas andaram, evoluíram, mas não evoluíram no tamanho que se pudesse ficar otimista ou achar que já estaria feito ou muito perto de fazer. Acho que tem a possibilidade de vir em função do jogador, que deixa claro para qualquer um, já externou. Agora é ter tranquilidade, ver se a gente consegue subir um pouco mais nas propostas e eles descerem. Isso é via de mão dupla. O Flamengo externa e não se preocupa com isso de não ter nenhum tipo de desgaste, até porque a gente já contratou De La Cruz, já contratou o Viña. Então, estamos muito tranquilos para o prosseguimento da janela. Tem que ter tranquilidade, e o Flamengo terá tranquilidade independente do resultado", concluiu.
Léo Ortiz, do Bragantino, está na mira do Flamengo há meses - Ari Ferreira / Red Bull Bragantino
Léo Ortiz, do Bragantino, está na mira do Flamengo há meses Ari Ferreira / Red Bull Bragantino
O diretor Bruno Spindel seguiu a mesma linha ao agradecer Léo Ortiz pelo posicionamento. Além disso, complementou o VP ao falar sobre o momento da negociação e ressaltar a importância de qualificar ainda mais o elenco do Flamengo.
"Só complementando o que o Marcos (Braz) disse, como já é um processo longo de negociação e de ajuste de parte a parte... Quando esse processo é longo e as diferenças de valores iniciam muito grande, nesse estágio que está, qualquer pequena mudança é muito difícil de parte a parte. As distâncias diminuíram muito, mas quando você está no limite de parte a parte, fica sempre muito mais difícil. Limites financeiros, limites das divisões de mercado, a gente respeita a posição do outro clube. A gente agradece muito a clareza com que o Léo tem se posicionado", afirmou Bruno Spindel.
"A gente já vem qualificando o elenco na janela, o elenco é muito qualificado em todas as posições, inclusive na zaga. Precisamos de elenco para a temporada, são muito jogos, quase 80 durante a temporada. Hoje, da forma que o calendário está, são nove jogos durante a Copa América sem quatro/cinco/oito jogadores. É uma quantidade enorme de atletas que o Flamengo pode perder. A gente confia muito no elenco, mas tudo que a gente puder fazer para qualificar, para aumentar a competição, para que eles possam cooperar, colaborar para subir nível, a gente vai fazer", completou.