Rio - Apesar da vitória por 2 a 0, o Flamengo ficou na bronca com a arbitragem do clássico com o Fluminense, pela semifinal do Campeonato Carioca, no último sábado (9), no Maracanã. Após a partida, o diretor Bruno Spindel criticou a atuação de Yuri Elino e afirmou que o árbitro adotou critérios diferentes para as duas equipes.
"A gente entende que os árbitros têm que passar por um processo de amadurecimento, de formação. A gente apoia a Ferj nesse sentido, apoia a transparência, elogia quando tem que elogiar. Mas é importante pontuar, até pelos números das questões das faltas que são enganosos em relação aos cartões, a gente acha que ele foi muito mal na parte disciplinar. A gente não entende por que dois critérios. Ele tinha um para cartão no Flamengo, o Arrasca sofreu umas três faltas parecidas com a que o Nico (De La Cruz) fez. O Nico levou amarelo, as faltas do Arrasca não foram dadas", disse Spindel.
"Tem uma entrada violenta do Felipe Melo no primeiro tempo que não levou amarelo. A gente não entende por que foi necessário o VAR em um lance duríssimo na frente do árbitro. Não sei se era o último homem em relação ao gol, mas pela violência da falta e pela contundência no amarelo do Nico, não entendi para que o VAR. Para a gente, ele teve dois critérios, e isso não cabe em um jogo de semifinal de um campeonato da grandeza do Carioca", completou.
No segundo tempo, o Flamengo reclamou muito de uma penalidade não marcada de Martinelli em De La Cruz , que também foi questionada por Spindel.
"O pênalti, a gente consultou na cabine do VAR, a justificativa dele era que teve uma falta do Nico no Martinelli antes do pênalti do Martinelli. O que vimos de mais grave foi a discrepância de critérios na área disciplinar que não cabe em um jogo desses e fica gritante nessas faltas no Arrasca, não dar amarelo em um lance do Felipe e também precisar do VAR em um lance daquela violência é totalmente sem sentido”, finalizou o dirigente.
Como foi campeão da Taça Guanabara, o Flamengo pode até perder por até dois gols de diferença no segundo jogo que se garante na final do Campeonato Carioca. O Rubro-Negro volta a enfrentar o Fluminense no próximo sábado (16), às 21h, novamente no Maracanã.