Rio - O diretor executivo do Flamengo, Bruno Spindel, fez duras críticas à postura da CBF em relação ao calendário do futebol brasileiro. Após o título do Rubro-Negro na Taça Guanabara, conquistado no último sábado (2), no Maracanã, com a vitória de 3 a 0 sobre o Madureira , o dirigente disse não entender o motivo da entidade ter negado o pedido de diversos clubes para rever as datas durante o período de realização da Copa América.
"Não entendemos a postura da CBF em relação ao Campeonato Brasileiro. A forma com que a CBF faz o calendário posiciona o Brasileiro como sendo o produto menos importante de todos. Acho que deveriam ouvir mais os clubes. Tem um ofício com 12 clubes assinando. Acho que deveria ouvir a vontade da maioria da Série A, mas decidiu proteger a Copa do Brasil. Acho que a CBF é quem tem de se posicionar do motivo desse desprestígio ao Brasileiro", disse Spindel.
"Única competição que é afetada. Competição, acho, mais disputada do mundo e que traz mais recursos financeiros para todas as equipes. Não entendemos muito bem o motivo dessa proteção do calendário à Copa do Brasil e tratar o Brasileiro de forma insignificante ", completou.
Por conta da Copa América, os clubes brasileiros poderão perder seus atletas que forem convocados por até nove rodadas. A competição será disputada entre os dias 20 de junho e 14 de julho.