De volta da Europa junto ao vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz, o diretor executivo, Bruno Spindel, acompanhou o treino do elenco nos Estados Unidos nesta sexta-feira. O dirigente celebrou o sucesso na missão de contratar Matias Viña , apesar da dificuldade encontrada para fechar a negociação.
"Ficamos felizes de Matias ter comprado o projeto do Flamengo, numa negociação longa e difícil, de convencimento do atleta e também com a Roma e alguns detalhes com o Sasusolo para ele estar aqui. Vinã é atleta de seleção do Uruguai e tenho certeza de que vai trazer muita alegria à Nação", afirmou Spindel, que completou:
"Dentro do planejamento que estamos fazendo desde o ano passado, com a chegada de Tite, de ter disputas em todas as posições, com jogadores competitivos e que possam disputar entre eles e fazer com que o nível do elenco suba. Hoje temos dois laterais-esquerdos de nível de seleção".
A nova viagem à Europa dos dirigentes do Flamengo, entretanto, não foi 100% um sucesso, porque a segunda parada, na Espanha, não foi suficiente para a contratação de Luiz Henrique . O Betis recusou a proposta rubro-negra e aceitou a do grupo gerido por John Textor, que levará o atacante para o Botafogo.