Manaus - O Flamengo garantiu sua classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil na última quarta-feira (22) ao vencer o Amazonas por 1 a 0, na Arena da Amazônia. Entretanto, representantes do clube manauara ficaram na bronca com a arbitragem, e o vice-presidente da "Onça-Pintada", Daniel Sena, proferiu palavras fortes a Ramon Abbati Abel.
A súmula escrita por Ramon relata que o dirigente se irritou pelo gol dos amazonenses que foi anulado aos 43 minutos do primeiro tempo. Na ocasião, Sassá aproveitou a dividida entre Matheus Cunha e o zagueiro Diogo Silva para ficar com a bola e balançar as redes. Porém, o árbitro viu falta do defensor dos donos da casa no goleiro do Flamengo.
"Você viu o lance, ele marcou falta, está errado. Vocês vieram roubar aqui", teria dito Daniel, durante o andamento da partida. Após o apito final, o dirigente teria feito mais acusações a Ramon: "Vieram roubar aqui no meu estado, não foi falta".
O Flamengo também reclamou da arbitragem. O Rubro-Negro entendeu que Ramon Abbati Abel ignorou um pênalti em Pedro aos 21 minutos da primeira etapa. O clube, inclusive, afirmou que irá formalizar uma reclamação à CBF por conta da não marcação .