Desafio, sim. Carioca pode ser fim de tabu de quase 90 anos para o Flamengo

Após uma temporada que terminou de forma melancólica em 2021, o Flamengo renova as esperanças e inicia a busca por uma conquista inédita na sala de troféus da Gávea.

Hoje, uma equipe recheada por garotos da casa encara a Portuguesa, às 21h35, em jogo válido pela rodada inaugural do Campeonato Carioca. Atual tricampeão do torneio, o Fla busca um inédito tetracampeonato, feito atingido pela última vez pelo Botafogo , vitorioso em 1932, 1933, 1934 e 1935.

Comandado por Fabio Matias, o time terá a presença de nomes que enchem de fé o torcedor rubro-negro, casos de Lázaro e Matheus França. Até a quarta rodada, os meninos do Ninho terão a missão de dar uma boa arrancada na luta pelo título. De lá em diante, a tarefa estará nas mãos e nos pés de craques como Gabigol , Arrascaeta e Bruno Henrique.

Controvérsia entre Flu e Bota

O tetracampeonato do Carioca é um tema que aquece a rivalidade entre Botafogo e Fluminense . Até 1996, o clube de General Severiano se orgulhava de ser o único a deter quatro títulos consecutivos no Rio, mas a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) tomou uma decisão que incluiu o Flu nesta lista.

A polêmica teve início na edição de 1907, quando tricolores e alvinegros terminaram a competição com o mesmo número de pontos. O Alvinegro queria um jogo de desempate, enquanto o Tricolor argumentava ter saldo de gols melhor.

A pendência se arrastou por décadas até que a Ferj declarasse ambos campeões daquele ano, o que tornou oficial o tetra dos tricolores, campeões em 1906, 1907, 1908 e 1909. A animosidade seguiu e os clubes kjá se provocaram nas redes sociais.

Chances perdidas
Loco Abreu festeja gol marcado sobre o Flamengo no Carioca de 2010 - Fernando Soutello/AGIF - Fernando Soutello/AGIF
Loco Abreu festeja gol marcado sobre o Flamengo no Carioca de 2010
Imagem: Fernando Soutello/AGIF

Rei absoluto em território fluminense, o Rubro-negro soma 37 taças. Segundo clube com mais troféus, o Flu tem 31. Tricampeões em cinco ocasiões, os rubro-negros sempre falharam na hora de confirmar a quarta volta olímpica.

Em 1945, o Vasco impediu a conquista, repetindo a dose em 1956. Na Era Zico, o Fla teve uma nova oportunidade, porém o Flu levou o caneco e impediu a festa em 1980.

Décadas depois, o Tricolor interrompeu mais uma vez o sonho. Após as conquistas de 1999, 2000 e 2001, o Flu levou a melhor e faturou o troféu no ano seguinte. Aquela edição foi marcada por desentendimentos entre clubes e a Ferj, e ficou popularmente conhecida como "Caixão", uma referência a Eduardo Viana, então presidente da entidade e que tinha o apelido de "Caixa d'água".

Na última vez em que teve a oportunidade, um lance histórico deu o título de 2010 para o Bota. Os alvinegros levaram a melhor ao vencer os rubro-negros por 2 a 1, com direito a gol de pênalti com cavadinha de Loco Abreu. Campeão da Taça Guanabara, a equipe dirigida por Joel Santana levou também o returno e impediu a realização de uma decisão.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X PORTUGUESA

Competição: Campeonato Carioca
Local: Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ)
Dia: 26 de janeiro de 2022
Horário: 21h35
Árbitro : Bruno Arleu de Araújo
Assistentes : Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha e Carlos Henrique Alves de Lima Filho

Flamengo: Matheus Cunha; Wesley, Noga, Cleiton e Marcos Paulo; Igor Jesus, Yuri, e Matheus França; Thiaguinho, Lázaro e André Técnico : Fabio Matias

Portuguesa: Fernando Caixeta; Joazi, Leandro Amaro, Suéliton e Leonan; Sidney, Victor Paraíba, Watson e João Paulo; Maikinho e Raphael Carioca Técnico: Marcus Grippi

Imagem: Gilvan de Souza/Flamengo

Fonte: Uol
)