A Fifa confirmou, na manhã desta quarta-feira, que a Copa do Mundo de 2026 será disputada pela primeira vez em três países diferentes, com sede nos Estados Unidos, Canadá e México , que será o primeiro país a receber o Mundial em três oportunidades diferentes (1970 e 1986).

A Copa, que acontece apenas daqui oito anos, deve marcar o auge de alguns atletas que, mesmo jovens, já brilham por suas equipes e tem tudo para manter o bom nível até 2026. Pensando nisso, o ESPN FC fez uma seleção da "equipe ideal" da Copa do Mundo de 2026, com destaque para o brasileiro Vinícius Júnior, escalado como um dos atacantes. Confira:

Goleiro: Gianluigi Donnarumma (Itália)

Herdeiro do trono de Gianluigi Buffon, Donnarumma tem apenas 19 anos, mas já soma mais de 100 atuações pelo Milan e, mesmo com a pouca idade, já é uma das referências da equipe de Gennaro Gattuso. Em 2016, se tornou o mais novo goleiro a entrar em campo pela seleção italiana e, após o fracasso na classificação para o Mundial de 2018, deve ser um dos pilares da equipe que se prepara para o futuro.

Lateral-direito: Trent Alexander-Arnold (Inglaterra)

Depois de uma ascensão meteórica pelo Liverpool na temporada 2017-2018, sendo titular na campanha que levou a equipe até a final da Champions League e já presente na lista da Inglaterra para a Copa do Mundo de 2018, Alexander-Arnold tem como principal missão se manter em alto nível por seu clube e também pela seleção. Em 2026, quando terá 27 anos, a tendência é que ele seja uma das grandes estrelas e referência da equipe inglesa.

Zagueiro: Matthijs de Ligt (Holanda)

Com apenas 18 anos, de Ligt já é titular do Ajax há mais de uma temporada e tem tudo para se tornar um dos melhores zagueiros do mundo. Sua estreia na seleção principal da Holanda não foi das melhores, quando, ainda com 17 anos, falhou duas vezes na derrota de sua equipe para a Bulgária por 2 a 0. Porém, em 2026, quando estará com 26 anos, a tendência é que possua grande experiência internacional.

Zagueiro: Dayot Upamecano (França)

Formado nas categorias de base do Red Bull Salzburg, Upamecano, de 18 anos, passou por todas as divisões de base da seleção francesa e em seu clube já é titular há mais de um ano. O maior problema para se firmar na zaga da França deve ser a forte concorrência de jogadores como Kimpembe, Varane e Umtiti, que mesmo jovens já estão na equipe principal e devem continuar lá por muito tempo.

Lateral-esquerdo: Marc Cucurella (Espanha)

Com 19 anos, Cucurella é tido como o substituto ideal de Jordi Alba tanto na seleção espanhola, como no Barcelona, clube em que está desde 2012, atualmente defendendo a equipe B. Suas atuações de destaque fizeram o time já renovar o seu contrato, aumentando sua multa rescisória. Deve começar a ganhar oportunidades na equipe principal em breve.

Meia: Federico Valverde (Uruguai)

Já titular do Deportivo La Coruña aos 19 anos de idade, Valverde, que pertence ao Real Madrid, por pouco não esteve na lista de 23 que defenderão o Uruguai na Copa de 2018. Ainda sob o comando de Zidane, rumores indicavam que ele seria utilizado na próxima temporada pelo atual tricampeão europeu. Porém, agora com Lopetegui, Valverde vê o seu futuro totalmente indefinido.

Meia: Rodri (Espanha)

Depois de três anos se destacando pelo Villarreal, Rodri foi contratado pelo Atlético de Madrid por 20 milhões de euros e chega como um dos grandes reforços para a próxima temporada. Com 21 anos, é visto como o sucessor de Sergio Busquets como primeiro volante e chegou até mesmo a aparecer na pré-lista da Espanha para a Copa de 2018, mas foi cortado e não estará entre os 23.

Meia: Kai Havertz (Alemanha)

Com 19 anos, Havertz já é muito comparado com Mesut Ozil, atual dono da camisa 10 da Alemanha e campeão mundial em 2014. Em outubro do ano passado, anotou nada menos do que quatro gols na vitória da Alemanha sub-19 sobre a Bielorrússia e ficou famoso por desfalcar o Bayer Leverkusen em um jogo de Champions League por causa de uma prova na escola.

Meia: Christian Pulisic (Estados Unidos)

Pulisic seria nome certo na Copa do Mundo de 2018, mesmo com apenas 18 anos. Porém, não estará na Rússia, já que os Estados Unidos não conseguiram se classificar para a competição. Frequentemente titular do Borussia Dortmund, deve se tornar no grande nome de sua seleção, que será uma das sedes do Mundial de 2026.

Atacante: Vinícius Júnior (Brasil)

Vinícius Júnior ficou famoso no mundo inteiro quando, ainda em 2017 e com 16 anos de idade, foi vendido ao Real Madrid pela incrível quantia de 45 milhões de euros. Em 2018, ainda atuando no Flamengo até que complete 18 anos e se mude de vez para a Espanha, o atacante esbanja velocidade e habilidade para ser um dos destaques do atual líder do Campeonato Brasileiro.

Atacante: Timo Werner (Alemanha)

Com 22 anos, Werner é a grande estrela do Red Bull Leipzig, que fez grande campanha na Liga Europa e se garantiu na lista da Copa do Mundo, onde deve receber oportunidades do técnico Joachim Low, já que é tido como o substituto de Miroslav Klose, maior artilheiro da história das Copas. Em 2026, terá 30 anos e, se mantiver o nível atual, será um dos grandes nomes do futebol mundial.