A CBF divulgou nesta quinta-feira (23) o áudio do VAR com análises sobre dois lances na vitória do Flamengo por 1 a 0 sobre o Amazonas , quarta-feira (22), em Manaus, pela Copa do Brasil. Um deles é o da não marcação de pênalti em Pedro, que gerou muita reclamação do Rubro-Negro, inclusive com nota para comunicar que iria formalizar uma reclamação na CBF .
Logo após o lance, que o árbitro Ramon Abatti Abel nada assinalou e mandou o jogo seguir, o responsável pelo VAR, Gilberto Rodrigues Castro Junior Castro Junior, avisa sobre "possível penal" em revisão. L ogo após ver as primeiras imagens, ele não tem dúvidas :
"Goleiro claramente toca primeiro na bola".
Na sequência, o VAR revisa o lance com outras câmera , tanto de frente como por trás e confirma a marcação do árbitro.
"Tira a bola e depois tem o contato... Me dá outro ângulo, por favor. Isso, perfeito. Bola, bola e depois tem o contato em função da disputa pelo espaço pela bola. Tudo checado, tá? Goleiro toca a bola e depois tem o contato em função da disputa mesmo. Normal", avisa Gilberto Rodrigues Castro Junior.

VAR confirma gol anulado contra o Flamengo

O outro lance revisado e que teve o áudio do VAR divulgado foi a anulação do gol do Amazonas. Assim como não marcação do pênalti, o árbitro de vídeo concordou com a marcação do campo , de falta no goleiro Rossi na disputa pela bola no alto.
"Possível falta, goleiro estava com a posse de bola na mão quando tem o contato", diz o árbitro Ramon Abatti.
"Checando...Falta clara no goleiro. Já checado. Jogador número 4 deixa o cotovelo antes do goleiro ter... isso, pega o cotovelo na altura do pescoço do goleiro. Pode seguir com a decisão de dentro de campo", avisa o responsável pelo VAR.