Como o rival Vasco se tornou "ombro amigo" do Fla após incêndio no CT

Rafael Ribeiro / Flickr do Vasco
Jogadores e comissão técnica do Vasco rezam por meninos do Fla que morreram

Rivais históricos. Mas o que isso importa diante de vidas que partiram tão precocemente após uma tragédia? Foi vestido com este espírito que o Vasco se apresentou em solidariedade ao seu maior adversário logo nas primeiras horas após o incêndio no centro de treinamento do Flamengo na última sexta-feira (8). Os gestos de ajuda e compaixão de clube, dirigentes, jogadores e torcedores sensibilizaram a todos, principalmente os rubro-negros, algo que causou um sentimento de gratidão eterna.

Leia mais

Por volta das 7h, o presidente cruzmaltino tomou a primeira providência acionando assessores de imprensa solicitando um posicionamento no site oficial e nas redes sociais. Em sua conta no Twitter, o mandatário demonstrou sua consternação:

Na sequência, todos os vice-presidentes entraram em contato com os dirigentes do Flamengo em suas respectivas áreas. O Cruzmaltino também disponibilizou ao Rubro-Negro uma equipe com psicólogo e assistente social.

Na reunião na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), Alexandre Campello já chegou decidido a ser favorável ao adiamento da semifinal da Taça Guanabara, que aconteceria no último domingo (10) entre Vasco e Resende, e no sábado (9) entre Flamengo e Fluminense.

Após decretar luto de três dias no clube, o Vasco também cancelou os treinos da equipe profissional e da base, além de todas as atividades nas sedes, incluindo um evento festivo que aconteceria no Calabouço.

No retorno aos treinamento no último sábado (9), os jogadores treinaram de preto em sinal de luto e realizaram uma corrente de oração no centro do gramado no CT do Almirante.

O clube também já decidiu que prestará uma homenagem na partida desta quarta-feira, contra o Resende, no Maracanã. A missão foi dada ao departamento de marketing e de relações públicas, que estão elaborando as ações.

Torcida do Vasco também planeja homenagens

A solidariedade não ficou restrita ao clube. Nas redes sociais, vascaínos prestaram suas condolências e agora também planejam homenagear os dez meninos no jogo contra o Resende. Uma das ideias é cantar o nome de todos eles e respeitar o um minuto de silêncio antes de a bola rolar.

Cartazes e outras ideias ainda estão sendo planejados e podem se somar às ações.  

No Twitter, um vascaíno fez bastante sucesso ao postar uma foto vestido com a camisa do Flamengo: "hoje sou Flamengo, sim":

 Werley recebeu apoio do clube

Rafael Ribeiro/Vasco

Entre os jogadores do Vasco, um sofreu de perto a tragédia. O zagueiro Werley perdeu seu primo Pablo Henrique, de 14 anos, no incêndio. Ao saber da fatalidade, o clube deslocou o supervisor de futebol André Souza para acompanhá-lo no Instituto Médico Legal (IML-RJ) e em todo o processo de agilização do enterro.

O Cruzmaltino também liberou o atleta das atividades por tempo indeterminado. Werley, porém, retornou aos treinamentos nesta segunda (11) após o sepultamento do menino no último sábado (9) em Oliveira (MG).

Dos companheiros recebeu carinho e ouviu uma promessa do companheiro de zaga e capitão Leandro Castan.

"Estivemos juntos na adolescência. É uma situação complicada. Werley é um cara sensacional, uma pessoa espetacular e vamos dar muita força para ele. O Brasil inteiro sentiu isso. Primeira coisa que falei é que vamos jogar pelo primo dele", declarou.

Rubro-negros reconhecem e agradecem

Nas redes sociais, influenciadores e anônimos reconheceram os gestos de solidariedade dos vascaínos. Muitos flamenguistas se mostraram surpresos e relataram que iriam ver o Vasco "com outros olhos" a partir de agora. Confira alguns destes tuítes:

Fonte: Uol

Comentários

Jogos

Campeonato Carioca
FlamengoFlamengo
- x -
VascoVasco
Últimas
+ Lidas da semana