Os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro de 2019 estão próximos de concluir a venda dos direitos internacionais de transmissão de TV do torneio por R$ 600 milhões anuais. Ou seja, R$ 20 milhões para cada clube.

O ESPN.com.br apurou que o valor será divido igualitariamente entre os 20 clubes que disputarão a competição.

Presidentes e representantes dos clubes da primeira divisão se reuniram na semana passada para tratar do tema e deixaram o encontro muito propensos a fechar acordo com o grupo norte-americano Prudent.

Os dirigentes passaram a fazer também parte de um grupo de Whatsapp para debater o tema.

Essa nova tentativa de acordo chega depois de um calote de R$ 100 milhões, por parte da empresa BR Foot, de Salvador, que vencera uma disputa pelos direitos.

Em setembro, autorizada pelos clubes, a CBF negociou os direitos internacionais do Brasileirão por cerca de R$ 500 milhões, com a condição de que os clubes recebessem, até 10 de dezembro último, um sinal de R$ 100 milhões.

O que ficou claro, posteriormente, é que a a BR Foot, na verdade, seria responsável por fazer a venda a um grupo interessado e repassar percentuais às agremiações.

Com o naufrágio dessa etapa do negócio, os clubes decidiram formar uma comissão própria, tomar a frente e negociar diretamente com os interessados.

O anúncio do acerto deve sair nos próximos dias.