Rio - Everton Cebolinha, do Flamengo , mostrou confiança para fazer valer a "Lei do Ex" na partida contra o Grêmio, na próxima quinta-feira (13), no Maracanã. Em entrevista à FlaTV, o atacante do Rubro-Negro lembrou do histórico positivo contra o Tricolor Gaúcho quando joga como titular e disse sentir que vai marcar.
"Um jogo muito especial. Um clube que tenho um carinho enorme, fui formado lá, foram nove anos da minha vida naquele clube. Então, tenho um carinho e uma gratidão enorme. Até brinco com meus companheiros quando vai chegando perto do jogo contra o Grêmio, porque sinto que vou fazer gol. Realmente a 'Lei do Ex' não falha. Curiosamente, as duas partidas que joguei de titular (contra o Grêmio) acabei fazendo gol. Espero que possa ser assim na quinta-feira, que eu possa estar inspirado também", contou Cebolinha.
Everton Cebolinha - Marcelo Cortes /CRF
Everton Cebolinha Marcelo Cortes /CRF
Outro tema da entrevista foi Gerson. O Coringa engatou uma boa sequência de jogos, se firmou como titular e assumiu a braçadeira de capitão. Nesta semana, os bastidores da FlaTV mostraram a preleção do camisa 8 , que inflamou o vestiário antes da goleada por 6 a 1 sobre o Vasco .
"Não à toa é capitão, fala muito bem, pode expressar o que todo o elenco, todo o grupo sentia no momento. Em relação também à fala do Maracanã ser a nossa casa, a gente se sente em casa no Maracanã. Isso é nítido. Creio que a gente conseguiu fazer isso para o nosso lado também. Apesar do mando ter sido do Vasco, a gente se sentia muito mais em casa do que eles", disse Cebolinha.
"É um grande parceiro meu. A gente até brinca que ele só quer bobeira o tempo todo, mas na hora de falar sério, ele nos cobra, fala sério. Ficou nítido no discurso pré-jogo. Ele tem uma história gigante dentro do clube, um cara muito vitorioso e tem agregado bastante, agora mais ainda de capitão", completou.
Cebolinha se destacou na vitória do Flamengo sobre Bolívar no Maracanã - Renan Areias/Agência O Dia
Cebolinha se destacou na vitória do Flamengo sobre Bolívar no Maracanã Renan Areias/Agência O Dia
O atacante também falou sobre o reencontro com o Bolívar (BOL) nas oitavas de final da Libertadores - as duas equipes já se enfrentaram na fase de grupos da competição continental.
Em La Paz, o Flamengo perdeu o jogo por 2 a 1 . No Rio, porém, venceu por 4 a 0 . Nesse sentido, Cebolinha admitiu que não gostaria de jogar na altitude, mas acredita que fazer a partida de ida em casa é uma vantagem
"Um adversário bem difícil. Jogo na altitude é muito difícil. Se eu falar que queria, falando por mim particularmente, é óbvio que não queria, porque realmente dificulta muito, mas creio que a gente vai estar bem mais preparado. Tivemos essa experiência negativa (derrota por 2 a 1), mas creio que vamos nos preparar ainda mais", destacou o atacante.
"Tem a vantagem também nesse quesito de ter o primeiro jogo em casa. É importante porque a gente pode abrir uma boa vantagem aqui. Esse é o nosso pensamento. A gente espera fazer aqui um excelente jogo para lá poder ter uma tranquilidade ainda maior, mas creio que vamos estar bem preparados. Tem bastante tempo para nos prepararmos", concluiu.