Rio - A Comissão Disciplinar da Conmebol decidiu que Bruno Henrique, do Flamengo , cumprirá apenas um jogo de suspensão pela expulsão na vitória por 3 a 0 sobre o Millonarios (COL) , na última rodada do Grupo E da Libertadores. Dessa forma, ele estará à disposição de Tite para a partida da volta contra o Bolívar (BOL), válida pelas oitavas de final da competição continental.
O atacante recebeu o cartão vermelho direto por causa de uma forte entrada de carrinho no adversário. Ele, então, foi denunciado por infração ao artigo 14.1 inciso b (i) do Código Disciplinar , que diz: "Suspensão por pelo menos um jogo na competição ou por um determinado período por cometer as seguintes infrações: i. Jogada brusca grave, que venha a ocorrer por meio da entrada violenta ou disputa de bola que ponha em risco a integridade física de um adversário; lance no qual o infrator use força excessiva ou aja com brutalidade (jogadores)".
Portanto, existia a possibilidade de Bruno Henrique pegar mais de uma partida de gancho. A decisão da Comissão Disciplinar, porém, foi de manter a suspensão de apenas um jogo.
Por outro lado, ele foi multado em 1,5 mil dólares (R$ 8,1 mil na cotação atual). O valor será debitado automaticamente do que o Rubro-Negro tem a receber por direitos televisivos ou de patrocínio.

Agenda

Sem Bruno Henrique, o Fla enfrentará o Bolívar em 15 de agosto, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. Já com o atacante à disposição, as equipes voltam a se enfrentar no dia 22, em La Paz, no mesmo horário. Os dois jogos terão transmissão da ESPN.