Brasil pode ter recorde de clubes nas quartas da Libertadores

Depois de Atlético-MG e São Paulo garantirem suas classificações para as quartas de final da Libertadores 2021 na última terça-feira (20), Palmeiras e Flamengo também asseguraram suas vagas entre os oito finalistas da competição nessa quarta (21). Assim, o Brasil já tem garantido quatro clubes nas quartas, igualando os recordes de 2009, 2010, 2012 e 2019.

Mas é bem possível que tenhamos ainda mais dois clubes nas quartas de 2021: Fluminense (que venceu o Cerro Porteño-PAR no jogo de ida por 2 x 0 fora de casa) e o Internacional (que empatou com o Olimpia-PAR por 0 x 0 também fora de casa na ida). Assim, poderemos ter um recorde 6 clubes de um mesmo entre os 8 times das quartas de final da Libertadores pela primeira vez.

O desempenho dos brasileiros nas oitavas de final de 2021 vem sendo muito bom até aqui, com 6 vitórias, 4 empates, 0 derrota, 10 gols feitos e 2 sofridos. O Palmeiras, que passou pela Universidad Católica-CHI com duas vitórias, garantiu sua quarta participação consecutiva nas quartas de final e vai agora pegar o rival São Paulo.

Caso o Inter confirme sua classificação, ele irá pegar o Flamengo nas quartas e assim já teremos dois representantes do Brasil na semifinal. O Fluminense, caso confirme sua classificação para as quartas, irá pegar o Barcelona-EQU. Avançando, poderá pegar o vencedor de Fla e Inter. Já o Galo, que terá pela frente o River Plate, pegará, caso se classifique, o ganhador de São Paulo e Palmeiras. Assim, a Libertadores poderá ter uma seminal com quatro times de um mesmo país pela primeira vez.

Nessa Libertadores 2021, outro fato curioso é o bom desempenho dos brasileiros diante dos argentinos. Em 4 mata-matas, os brasileiros venceram todos. Na terceira fase preliminar, o Santos eliminou o San Lorenzo. Nas oitavas de final, o São Paulo passou pelo Racing, o Atlético-MG pelo Boca Juniors e o Flamengo pelo Defensa y Justicia.

Contando a edição anterior, já são 6 vitórias seguidas de brasileiros sobre argentinos em mata-matas da Libertadores — o Santos passou pelo Boca e o Palmeiras pelo River na semifinal. País com dois finalistas em 2020 (Palmeiras e Santos), o Brasil poderá repetir a dose em 2021, igualando os anos de 2005 e 2006, quando viu as finais entre São Paulo (campeão) x Athletico Paranaense e Internacional (campeão) x São Paulo, respectivamente.

Por outro lado, a Argentina, país com mais títulos na competição (25 contra 20 dos brasileiros), terá apenas um representante nas quartas de final da Libertadores: o River Plate, que chega em sua quinta participação seguida nessa fase. Essa será a primeira vez que a Argentina terá apenas um time nas quartas da Libertadores desde 1986.

Países com mais representantes nas quartas de final da Libertadores desde 1989, quando essa fase passou a ser disputada:
4 - Brasil (2021 - São Paulo, Atlético-MG, Palmeiras e Flamengo). Pode ter ainda Internacional e Fluminense
4 - Brasil (2009 - Cruzeiro, Grêmio, Palmeiras e São Paulo)
4 - Brasil (2010 - Cruzeiro, Flamengo, Internacional e São Paulo)
4 - Brasil (2012 - Corinthians, Fluminense, Santos e Vasco)
4 - Argentina (2018 - Atlético Tucumán, Boca Juniors, Independiente e River Plate)
4 - Brasil (2019 - Flamengo, Grêmio, Internacional e Palmeiras)
3 - Brasil (2000 - Atlético-MG, Corinthians e Palmeiras)
3 - Argentina (2001 - Boca Juniors, River Plate e Rosario Central)
3 - Brasil (2001 - Cruzeiro, Palmeiras e Vasco)
3 - Brasil (2004 - Santos, São Caetano e São Paulo)
3 - Argentina (2005 - Banfield, Boca Juniors e River Plate )
3 - Brasil (2005 - Athletico-PR, Santos e São Paulo)
3 - Argentina (2006 - Estudiantes , River Plate e Vélez Sarsfield )
3 - Brasil (2008 - Fluminense, Santos e São Paulo)
3 - Argentina (2014 - Arsenal, Lanús e San Lorenzo)
3 - Argentina (2017 - Lanús, River Plate e San Lorenzo)
3 - Brasil (2017 - Botafogo, Grêmio e Santos)
3 - Brasil (2018 - Cruzeiro, Grêmio e Palmeiras)
3 - Argentina (2020 - Boca Juniors , Racing e River Plate )
3 - Brasil (2020 - Grêmio, Palmeiras e Santos)

Você pode me encontrar também no twitter ( @rodolfo1975 ) ou no Instagram ( futebol_em_numeros )

Imagem: Staff Images/CONMEBOL

Fonte: Uol
)