Após goleada do Flamengo na Libertadores, Renato afirma: ‘Tenho um grupo muito forte’

Após goleada do Flamengo sobre o Defensa y Justicia na Libertadores, Renato Portaluppi, treinador do Rubro-Negro, conversou com a imprensa e falou sobre assuntos que são muito especulados por parte da torcida.

Em coletiva, o técnico explicou sobre possíveis pedidos de reforços, sua opinião sobre a volta da torcida, a evolução do time e a recuperação de jogadores contestados. Confira o que Renato falou:

Esse é o trabalho do treinador, gosto do diálogo, de trocar ideia com os jogadores...

"saber como estão se sentindo, se está acontecendo algo que não estão gostando e passar muita confiança pra eles. A gente não tem tido muito tempo, mas temos treinado bastante parte tática. Eu tenho um grupo, que é muito forte, muito bom, temos muitas opções e procuro conversar mais com os que estavam sendo criticados, não tinham caído na graça da torcida, como Michael e Vitinho. Procurei em todos os sentidos melhorar os jogadores."

"As duas coisas, que é o papel do treinador. Treinar taticamente, ver se algum jogador está se sentindo mal em alguma posição e conversar muito com eles. No pouco tempo que temos, temos trabalhado bastante, através de vídeo. Grupo está acreditando no nosso trabalho, é importante está todo mundo junto, saindo do DM pra a cada partida o grupo ser ainda mais forte e o treinador ter ainda mais opção."

O treinador se mostou a favor da volta da torcida que ocorreu no Mané Garrincha.

"Eu sou a favor da volta da torcida, temos pessoas inteligentes que pensam, a Conmebol está de parabéns por ter dado essa oportunidade hoje, porque alguém tem que começar. É lógico que tem que ter a segurança, seguindo os protocolos. Acredito que aos poucos será importante a volta do público, desde que todo mundo esteja com segurança, até porque ainda não estamos livre da Covid. Alguém tem que dar esse pontapé, felizmente foi o Flamengo. Você viu que a torcida hoje fez a festa, com segurança, protocolo, distanciamento, pouca gente. A gente estava com saudade do grito do torcedor."

Ele completou revelando que ainda não fez nenhum pedido de contratação para a diretoria do Rubro-Negro.

"Sobre contratações, eu tenho visto jornalista falando que eu já pedi a, b ou c. Eu não pedi nenhum jogador ainda. Eu tenho um grupo bom, forte, não é assim, hoje vai precisar de um jogador vai lá, busca, traz. Hoje o Flamengo, como o mundo todo, está passando por um problema financeiro grave. Acredito que pro fim do ano o Flamengo estará financeiramente melhor e as contratações virão, não sei se comigo aqui ou outro treinador. Agora é difícil, mas grupo do Flamengo é bom, forte, estou muito satisfeito. No momento que as pessoas começam a falar que pedi a, b ou c não é verdade. Tenho confiança no meu grupo. Sobre ganhar as três, temos que ir degrau por degrau, é muito cedo pra falar em título. O mais importante hoje foi que passamos pra próxima fase da Libertadores."

O próximo compromisso do Flamengo é no próximo domingo (25), contra o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro.

Fonte: TNT Sports
)