Com a contratação de Carlinhos antes da final do Campeonato Carioca contra o Nova Iguaçu, que começa neste sábado (30) às 17h, no Maracanã, o Flamengo repete o Fluminense em 2023, que acertou com Lelê e depois o enfrentou pela semifinal, contra o Volta Redonda . O atacante do clube da Baixada Fluminense também briga pela artilharia da competição com um futuro companheiro, assim como a revelação do ano passado.
Destaque do Nova Iguaçu, Carlinhos marcou oito gols em 12 partidas no Carioca e está a um de Pedro, do Flamengo. Além disso, foi o único jogador a fazer gol no Rubro-Negro em toda a competição até o momento.
Já no ano passado, Lelê era o artilheiro, com 12 gols, à frente de Germán Cano, que depois viria a superá-lo. O acerto com o atacante também aconteceu antes do mata-mata, com a diferença que ocorreu antes da definição dos confrontos de semifinal . Além disso, o Volta Redonda não tinha o poder de negociar e foi apenas comunicado, já que o Tricolor negociou com o Itaboraí Profute, que possuía os direitos econômicos do jogador.
Desta vez, o Nova Iguaçu tratou da negociação com o Flamengo, que faz a contratação como uma aposta no jogador de 27 anos. A principal questão é a situação virar de conhecimento público poucos dias antes da final, o que pressiona Carlinhos em caso de má atuação, e relembra outro caso envolvendo o Tricolor e o Volta Redonda, em 2005.
A notícia da contratação do goleiro Lugão e do lateral-direito Schneider vazou e irritou o técnico do Volta Redonda à época, Dário Lourenço. Os dois jogadores, aliás, viveram uma pressão enorme antes da final e o goleiro falhou na perda do título.
Novamente, a notícia da contratação de Carlinhos vazou antes dos confrontos. Mas o atacante pode repetir Lelê, que marcou um gol na vitória por 2 a 1 sobre o futuro clube , no jogo de ida (depois, o Volta Redonda perdeu por 7 a 0 e foi eliminado).