O que os clubes brasileiros podem fazer para resistir às investidas chinesas? Os números só comprovam o que todos já sabiam: simplesmente nada!

Em apenas 30 dias, os 32 clubes das duas primeiras divisões da China gastaram nada menos do que Corinthians, Flamengo e Palmeiras pretendem faturar em toda a temporada. Juntos!

Na janela atual de transferências, os chineses desembolsaram nada menos que 251 milhões de euros. Ou R$ 1,086 bilhão, na cotação atual.

Os três clubes brasileiros com maior previsão de faturamento no ano, Flamengo, Palmeiras e Corinthians esperam colocar nos cofres 396, 353 e 267 milhões de reais, respectivamente. Juntos, eles irão faturar R$ 1,016 bilhão em 2016.

Ou 70 milhões de reais a menos que os chineses gastaram em reforços.

E olha que três clubes da primeira divisão chinesa e mais dez da segunda não investiram um real sequer. Mais quatro deles tiveram um investimento ‘irrelevante, inferior a meio milhão de euros, e outros cinco gastaram até 5 milhões. Ou seja: o grosso de toda a gastança foi feita por apenas 10 clubes.

Como base de comparação, só a Inglaterra teve gastos superiores. Os 20 clubes da Premier League movimentaram 255 milhões de euros na janela de transferências.

Juntos, os clubes da elite da Alemanha, Espanha, Itália, França e Portugal pagaram menos de 207 milhões de euros em reforços.